Implantação de categute em pontos de acupuntura em um paciente com porfíria.

ABSTRACT

A porfiria aguda intermitente (AIP) é uma doença causada por um defeito na enzima porfobbilinogênio deaminase, que catalisa o terceiro estágio da síntese de heme. A acupuntura poderia ser um mecanismo complementar no tratamento de pacientes com porfíria devido a seu mecanismo autoregulatório. O objetivo é avaliar a resposta terapêutica ao tratamento de implante de categute em pontos de acupuntura em um paciente com PAI. Será apresentado um caso clínico de um paciente cujo início foi durante o puerpério e que apresentava polineuropatia sensorimotora, depressão de vigília e hiponatraemia, e que necessitava de internação em terapia intensiva. O diagnóstico imunológico foi confirmado pela presença de uroporfirinas na urina. O tempo de admissão no momento do diagnóstico foi de 30 dias. O paciente teve uma média de 2 internações por ano de 7 dias nos primeiros 3 anos. Houve uma boa resposta à hematina. Como tratamento de manutenção, ela também recebeu uma dieta rica em carboidratos, atenolol 50 mg/dia, ácido fólico, vitamina B, clonazepam e clorpromazina. Após iniciar o tratamento com implante de categute em pontos de acupuntura, a paciente teve um ataque nos primeiros 6 meses de tratamento, e desde então, há 5 anos, ela permaneceu assintomática. Além disso, a ausência de sintomas dolorosos e neuropáticos, a regularização de seus ciclos menstruais, uma melhor tolerância ao estresse e uma melhora significativa em sua qualidade de vida são dignos de nota. Atualmente, ela está se desempenhando ao máximo, tanto pessoalmente, quanto em sua família e profissionalmente.

Faça o download do artigo completo aqui

© 2022 Todos los derechos reservados Dra. Kelsey Arbiza | Desarrollado by Mwebdevelopres